Cinefilia - UOL Blog
Afundando o Submarino

E se na semana passada falei sobre a idéia de filmar um roteiro engavetado de Kubrick, agora me aparece a notícia de que Disney e o diretor Robert Zemeckis querem refilmar em 3D o clássico lisérgico dos Beatles Yellow Submarine.

Por quê?

Numa música d'O Teatro Mágico há a frase "Tem coisa nova que quer ter motivo".

Essa onda de remakes e a fissura de Zemeckis por animações prometem violar mais um longa que não precisa de atualização. Será que alguém ainda duvida que o ataque ao imaginário de gerações será na base da captura de movimentos - de onde saiu os apenas corretos  A Lenda de Beowulf e O Expresso Polar - mania que acompanha os desenhos digitais do cineasta.

Já fui fã de Zemeckis, afinal, ele é o cara de Forrest Gump e da trilogia De Volta para o Futuro, e até entendo sua insistência em levar à frente essa tecnologia pela qual se apaixonou, mas por qual motivo ele quer dar uma de Marcus Nispel e se enveredar pelas "reimaginações"? Ou mesmo: entre uma animação e outra será que daria pra fazer um filme com gente de verdade na tela, apenas como respiro? Cacife ele tem pra isso, um vez que Náufrago e Revelação foram feitos ao mesmo tempo, enquanto Tom Hanks perdia vários quilos no papel do amigo da bola Wilson.

E vem aí mais um filme em 3D! O que parece ser a única boa notícia, já que se mantidas as loucuras do longa original, os óculos serão a porta para uma verdadeira viagem de LSD - sem qualquer problema com a polícia.


Resumo da Semana (10 a 16 ago)

Vivendo no Limite (Bringing Out the Dead, 1999). De Martin Scorsese

Esse é o irmão de final de século da obra-prima Taxi Driver. Lá estão as ruas sujas, a sociedade tortuosa, as pessoas perdidas e alguém tentando mudar tudo e a si, mas que caminha cada vez mais para o buraco. Sem a profundidade de Roberto De Niro, Nicolas Cage ainda assim se sai bem na pele do paramédico perturbado, louco para deixar o trabalho. O que distancia o filme setentista e essa produção é a maneira com que seus protagonistas são redimidos. Há 30 anos, Travis surta de vez e termina num banho de sangue, dessa vez Frank Pierce, depois de tomar uma decisão difícil, volta à luz, numa visão um menos pessimista. Além do roeteiro, que gasta tempo demais com as visões de uma mulher cuja vida foi perdida por Pierce. Nota: 8

[ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, UBERLANDIA, Homem