Cinefilia - UOL Blog
Predador e Eu

Em viagens é sempre bom estar bem acompanhado. Melhor ainda é reencontrar velhos amigos. Em São Paulo topei com um dos mais galantes conhecidos meus, afinal de contas, com um rostinho bonitos desses que outro nome poderia ganhar senão Predador?

Gatinhas, temam, pois o Predador irá até vocês!

Crítica: Ele Não Está Tão A Fim de Você

`

Sabe quando um filme realmente se dá bem? Quando a partir de uma idéia minimamente esperta desenvolve-se um roteiro descompromissado, mas, ao mesmo tempo, inteligente. Caso de Ele Não Está Tão A Fim de Você (He's Just Not That Into You, EUA/Alemanha/Holanda, 2009), baseado no livro de Liz Tuccillo e Greg Behrendt. Esse é daqueles filmes cheio de personalidade que agrada a gregos e troianos – entendeu como ele se dá tão bem?

 

Contando a história de vários relacionamentos que vão se entrelaçando naturalmente – sem necessariamente dependerem um do outro – o longa cria personagens reais, que poderiam estar do lado de cá da tela. Assim como os problemas que vão surgindo em cada um dos casos. Da garota sem sorte no amor à espera de uma ligação até à mulher que namora há anos e acha que está na hora de casar, passando por um affair proibido, um mosaico da relação homem-mulher é acompanhado de leve e de maneira cativante.

E essa falta de compromisso, ainda que Ele Não Está Tão A Fim de Você tenha muito a dizer, reflete-se na fluidez da narrativa. Em comparação a Simplesmente Amor, por exemplo, aquela comédia romântica que pretendia ser definitiva, os vários personagens e as várias ligações entre eles não precisam se desenrolar separadamente, cada um com seu percurso paralelo. As histórias se entrecruzam como em qualquer rede de relacionamentos da vida real: alguns se conhecem, outros não, alguns são velhos amigos, outros se vêem por acaso.

 

O elenco estelar ajuda a aproximar platéia de personagens. E é impossível falar de elenco, sem comentar a ala feminina. Sorte dos machos que não torcerem o nariz para “mais uma comédia romântica” (definitivamente não é apenas outra delas). Siga a lista: Scarlett Johansson, Jennifer Connelly, Jennifer Aniston, Drew Barrymore, Ginnifer Goodwin e por aí vai. Só por juntar esse time já seria possível dizer que o longa do diretor Ken Kwapis não se trata de um “filme para mulherzinha”. Mas isso é o de menos, pois há não só o de se ver (curvas), o roteiro ainda presenteia quem o acompanha com bons diálogos e situações inusitadas.

 

Não se pode negar que lá pelas tantas uma dose extra de açúcar surja, criando algumas soluções um tanto artificiais aqui e ali, contudo Ele Não Está Tão A fim de Você é um bom programa para ambos os sexos e como quem não quer nada ganha a todo mundo.

 

Nota: 7,5

Resumo da Semana (30 mar a 5 abr)

Sem filmes, e já conto o motivo...

Nesse final de semana fui até São Paulo apenas para passar... bem, o final de semana. O amigo Douglas, que é de lá mas mora aqui em Uberlândia, convidou a mim e a minha namorada, Babi, para irmos até Sampa e nos hospedarmos na casa da sua digníssima, Ju. Malas prontas, lá fomos nós.

Além dos milhares de restaurantes e das mega stores de livros e DVDs que poderia visitar, um dos grandes motivos que me fizeram ir até a capital paulista era poder conferir de perto um filme na única sala de cinema IMax do Brasil. E antes que eu comece a desenrolar uma história cabeluda sobre a estadia por lá, já vou logo dizendo: não foi dessa vez.

Qual a probabilidade de uma sala com 400 lugares e ingresso a R$ 30 passar um final de semana inteiro fechada por probemas técnicos? Como azar pouco é besteira e por menor que seja essa chance, ela aconteceu comigo. No sábado, por volta das 17h, Babi, Douglas, Ju e eu fomos até o Shopping Bourbon para comprarmos os ingressos antecipados para a tal IMax. Quando avistamos a falta de fila imaginamos que estávamos no caminho certo, isso até a tiazinha simpaticamente nos dizer que a projeção estava com defeito e não havia previsão de volta. Decepção. Voltamos para casa da Ju.

Mais tarde regressaríamos ao shopping para jantar e antes da (teórica) última sessão à 00h novamente fomos informados de que nada ainda tinha sido resolvido. Novamente tristeza. Pensam que eu desisti? Acertaram! Eu larguei de mão. De consolação sobrou a sala 3D em minha cidade... Fazer o quê? Azar meu, prejuízo deles.

Pra mim, IMax ficou assim, só na foto

Mas a "melhor" história da viagem aconteceu na volta. Saibam aqui.

[ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, UBERLANDIA, Homem