Cinefilia - UOL Blog
Trilha

Volto com um Trilha, pra mim, muito especial. Espero que pra vocês também. Todo mundo que me conhece sabe que idolatro Al Pacino. Na sua galeria de personagens a citação de apenas três já vale mais que o currículo de 80% dos atores por aí: Michael Corleone, Tony Montana e Sonny Wortzik, respectivamente de "O Poderoso Chefão", "Scarface" e "Um Dia de Cão". E olhe que não falei sobre um dos meus preferidos, John Milton de "Advogado do Diabo".

O homem que tem 8 indicações ao Oscar, venceu em apenas uma dessas ocasiões, como o Tenente-Coronel Frank Sale em "Perfume de Mulher", de 1992. Sinceramente não o acho um filme excepcional, apesar de suas qualidades evidentes. Ele começa chato e não sai do trivial na maior parte do tempo, mas em contrapartida tem duas ou três cenas arrasadoras em seus 150 minutos.

E é uma dessas sequências brilhantes do filme de Martin Brest que ilustra o Trilha dessa semana. O militar cego vivido de maneira assombosa por Pacino, dança tango com a bela Gabrielle Anwar ao som de "Por una Cabeza" do gênio Carlos Gardel.

Clique na figura abaixo.

Daniel Craig e Julianne Moore em filme de Fernando Meirelles

O atual James Bond, Daniel Craig e Julianne Moore estão em negociações para atuarem em "Ensaio Sobre a Cegueira" do brasileiro Fernando Meirelles. A informação vem do The Hollywood Reporter, que não divulgou maiores detalhes.

O filme é uma adaptação do livro homônimo de José Saramago e foi roteirizado por Don McKellar ("O Violino Vermelho" e "A Última Noite). As filmagens acontecerão aqui mesmo no Brasil. A trama conta sobre uma cidade que, do nada, é assolada por uma epidemia de cegueira. A previsão de lançamento é para 2009.

 

Diversão rasteira com Monty Python

O grupo Monty Python é responsável por aquela que muitos dizem ser a comédia mais hilária de todos os tempos, "Em Busca do Cálice Sagrado", de 1975. O humor nonsense de figuras como os Cavaleiros que Dizem Ni ou o Cavaleiro Negro, contrasta com cenas mais ácidas - e não menos engraçadas - como o momento em que o Rei Arthur tem uma discussão com camponeses sobre a legitimidade de seu poder.

É um filme para se ver várias vezes, rir bastante e entrar para a enorme turma dos admiradores do longa, um verdadeiro cult.

E para os iniciados deixo aqui um joguinho que vai fazê-los querer rever o filme assim que desligar o computador. Clique na figura abaixo e você poderá defender os ingleses ou os "fedidos" franceses. No caminho vacas, schuberrys, a santa granada de mão e muito mais. Divirta-se ou eu direi "Ni"!

O Início de Tudo

Qualquer um que conhece um pouquinho de cinema sabe quem são os irmãos Lumière. Auguste e Louis fizeram os primeiros filmes da história, no final do século XIX, mais exatamente no ano de 1895. Como esse humilde blog não vive só de homens-aranha e afins, clique na figura abaixo e veja um dos primeiros curtas documetais que os irmãos Lumière fizeram, "L'Arrivée d'un train à La Ciotat".

Uma curiosidade sobre esses poucos segundos que mostram um trem chegando na estação, é que em sua primeira exibição, a platéia, não acostumada com o cinematógrafo, realmente pensou que o trem fosse os atingir.

Crítica: Letra e Música

            Hugh Grant é aquele tipo de ator que simplesmente não muda sua interpretação. Mas ele pertence a um grupo de atores ainda mais restrito: aquele que não muda em nada as interpretações e mesmo assim está sempre muito bem. O alterego de Grant, o inglês que se deprecia de maneira absolutamente hilária, guarda enorme charme e faz de filmes como “Nove Meses”, “Um Lugar Chamado Notting Hill” e esse “Letra e Música” (Music and Lyrics, EUA, 2007), um programa absolutamente inofensivo e de grande carisma.

           

            Muito além de atores que têm personas conhecidas nas telas, como o brucutu de bom coração de Adam Sandler, Grant faz de si um meio para que piadas como aquela em que o antigo integrante da banda fictícia PoP, Alex Fletcher, diz que não se importa em ser chamado de relíquia. E a cara de coitado que não sai do rosto dele eleva ao quadrado a graça de tudo. Na história do ex-popstar que volta à ativa para fazer uma canção para a cantora da moda, o talento de Drew Barrymore também entra em cena. Ela é outra que tem um ar meigo que conquista a qualquer um. Nessa comédia romântica isso não muda um milímetro sequer. Ela faz a desajeitada Sophie Fisher, menina estranha que irá ajudar Fletcher a compor a tal música. Ele entra com a melodia, ela com letra (sacou o título?).

 

            As milhares de referências à música pop dos anos 80, fazem de “Letra e Música” uma boa sessão da tarde com zero de pretensão. O clipe de “Pop! Goes My Heart” resume bem os exageros daquela década e traz para muitos a nostalgia dos tempos de adolescente. Como o público de quarentonas que costuma ser 99% das pessoas que vão às pequenas apresentações de Alex. O filme ainda dá uma pequena alfinetada na moda de reciclagem de artistas do passado por cantores do presente.

 

“Como não estamos aqui para revolucionar nada, o jeito é fazer o casal se separar por algum motivo para o gran finale com um beijo de reconciliação”. O roteirista Marc Lawrence ter pensado nisso enquanto redigia seu texto não é algo tão improvável. O terço final de seu filme dá uma forçada para que Alex e Sophie não se biquem, algo que, na estrutura na qual vinha de desenvolvendo, não precisaria disso para se firmar como um bom romance. Mas você sabe, algumas coisas parecem ser obrigatórias nesse tipo de produção.

 

A salvação de tudo vem por meio de uma graça ou outra por parte da atuação descontraída de Grant e o happy end que nunca deixa ninguém na mão.

 

Nota: 7

Hobo With a Shotgun - O Trailer Falso

Saiu o vencedor do concurso promovido por Robert Rodriguez e Quentin Tarantino que elegeria o melhor trailer falso a ser incluído em "Grindhouse", feito por um . "Hobo With a Shotgun" bateu os outros dois finalistas, "The Dead Won't Die""Maiden of Death", e estará nas telas grandes.

Particularmente empolguei bastante com "Maiden of Death", mas sua estética não parece ser das mais próximas ao filme de Rodriguez e Tarantino. Mas os três são ótimos! Clique nas figuras abaixo e veja cada um deles.

Maiden Of Death

The Dead Won't Die

Hobo With a Shotgun

[ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, UBERLANDIA, Homem