Cinefilia - UOL Blog
Mais um

Rodrigo Santoro está em outra produção internacional. Ao lado de John Cusack e Hilary Duff, o brasileiro vai estrelar o longa-metragem "Talking to Dog", uma visão apocalíptica da Terra, onde mulheres não têm filhos e não há energia. A chegada de um estranho que conversa com os mortos poderá mudar o destino da humanidade.

É o quinto trabalho, em cinema, de Santoro fora do Brasil. Hoje ele ainda participa da terceira temporada da série Lost.

Elenco

Se "Homem de Ferro" tem um belo elenco, o novo trabalho de Barry Levinson, "What Just Happened?" não fica atrás. Estão confirmados para o filme Bruce Willis, John Turturro, Stanley Tucci, Sean Penn e o protagonista Robert De Niro. Ele viverá um produtor que tenta recuperar o prestígio perdido, mostrando os meandros de Hollywood.

O enredo é baseado na carreira de Art Linson, produtor de filmes como "Clube da Luta" e "Dália Negra".

  

!?

Chewbacca + Elmo + Spiderman + Ghostface + Capt. Jack Sparrow + Pin Head = Isso

fonte: Diário de Bordo

Crítica: A Conquista da Honra

             

   

            Ao anunciar que faria dois filmes sobre a batalha de Iwo Jima na Segunda Guerra Mundial, mostrando o lado norte-americano e o japonês do conflito, Clint Eastwood foi corajoso e ambicioso. E se depender de “A Conquista da Honra” (Flags of Our Fathers, EUA, 2006), boa parte das pretensões do diretor já foram supridas.

 

            A partir da histórica foto, tirada por Joe Rosenthal, de vários soldados americanos hasteando uma bandeira de seu país no alto do monte da ilha japonesa, Eastwood reconta toda a trajetória dos três soldados remanescentes do conflito em suas viagens pelos Estados Unidos no intuito de angariar fundos para a guerra. Tudo, claro, organizado pelo governo que faz do enfermeiro John “Doc” Bradley e dos soldados René Gagnon e Ira Hayes grandes instrumentos de propaganda de guerra.

 

            A forma com a qual o filme trabalha a desilusão e tormentos dos combatentes é óbvia algumas vezes, mas sabe guardar grandes momentos de sutileza e melancolia. O roteiro vai e volta no tempo inúmeras vezes, o que pode cansar os mais desatentos, entretanto “A Conquista” se segura muito bem, com cenas de batalha incrivelmente bem acabadas, tensas e tristes. Gráficas muitas vezes, as imagens em Iwo Jima também sabem guardar certo lirismo, como aquela em que Doc Bradley apenas descreve avistar um companheiro de guerra morto dentro de uma caverna. Nesse instante a câmera registra a bela imagem da silhueta de Doc que ilustra o pôster do longa.

 

            Cada um dos protagonistas tem seus momentos, contudo o sofrido Ira Hayes vivido por Adam Beach se destaca com uma carga de emoção muito grande e por toda a devoção que tem aos seus companheiros. Ryan Phillipe como Bradley faz um trabalho muito interessante. Calado e valente merece menção por expressar bem sua dedicação. Já o deslumbrado Gagnon, interpretado por Jessé Bradford faz um bonito discurso relembrando os verdadeiros heróis que estavam ao seu lado após uma pequena provocação de Hayes.

 

            Fazendo uma relevante discussão sobre os mitos e heróis de guerra, Eastwood soube escrever, ao lado do parceiro Paul Haggis (“Crash – No Limite”), um roteiro que dosa muito bem os fatos. O ritmo criado não deixa a platéia desgrudar da tela através de flashbacks que remontam a batalha em Iwo Jima enquanto os jovens combatentes andam pelos Estados Unidos em cerimônias pouco respeitosas com seu passado recente.

 

            “A Conquista da Honra” será sucedido por “Cartas de Iwo Jima” que estreará dia 16 de fevereiro.

 

Nota: 8

 

Homer aposta no Oscar!

O site Omelete soltou as apostas de Homer Simpson para o Oscar 2007. Uma esperta forma de divulgação do longa-metragem dos Simpsons.

Aviso: em algumas categorias ele conta os finais dos filmes.

Aí estão elas:

Melhor Filme: Pequena Miss Sunshine. Eu simplesmente amo a idéia de uma família na qual o filho é mudo e o avô morre. Feel-good hit do ano!

Melhor Ator: Forest Whitaker - O Último Rei da Escócia. Ele não só mastigou o cenário, ele comeu o elenco.

Melhor Atriz: Escolho a única dessas moças que é uma americana de verdade, Penélope Cruz.

Melhor Ator Coadjuvante: Mark Wahlberg - Os Infiltrados. Adoro a hora no fim do filme quando ele mata o Matt Damon. Ops, escapou.

Melhor Atriz Coadjuvante: Sharon Stone - Instinto Selvagem 2. Vamos inscrevê-la, gente!

Melhor Longa de Animação: O filme dos Simpsons. Carros tem carros que falam, mas nós temos pessoas que falam.

Melhor Canção: Como podemos ir contra o musical mais divertido de todos os tempos: Uma Verdade Inconveniente.

Melhor Documentário: Jesus Camp. Sempre quis saber o sobrenome de Jesus.

Melhor Documentário em Curta Metragem: Quem se importa? Tirem isso do meu show de prêmios, eu quero mais close-ups de Jack Nicholson gargalhando.

Esnobada mais inacreditável: Dreamgirls. Não posso acreditar que não foi indicado a melhor filme. Especialmente depois que o Eddie Murphy interpretou todas aquelas garotas. Só senti falta da vovó peidorreira e boca-suja. Graças a Deus que tinha uma ótima em A Rainha.

 

Adam Sandler

Algumas pérolas protagonizadas pelo "Ator":

Para não dizer que o cara é um desastre total, ele fez os bons "Embriagado de Amor" em 2002, e "Tratamento de Choque" em 2003, filme muito ajudado pela marcante presença de Jack Nicholson.

Mais um nome

Jon Favreau vem conseguindo um elenco de peso para "Homem de Ferro". Depois da confirmação de Robert Downey Jr.("Chaplin"), Gwyneth Paltrow ("Shakespeare Apaixonado") e Terence Howard ("Ritmo de Sonho"), ninguém menos que Jeff Bridges ("Starman") foi escalado para a adaptação.

Todos os atores foram indicados ou receberam o Oscar pelos filmes destacados no parágrafo acima. No caso de Bridges houve outras três nomeações, todas para ator coadjuvante em "A Conspiração" (2000), "A Última Sessão de Cinema" (1971) e "O Último Golpe" (1974).

É a hora

Muito mais influente no Oscar que qualquer outro prêmio, os Sindicatos praticamente elegem quem serão os vencedores da Academia. Por esse motivo, 2007 deve ser mesmo o ano de Martin Scorsese. O homem que já foi indicado seis vezes ao Oscar - contando a nomeação desse ano - e nunca levou, foi eleito o Melhor Diretor pelo Sindicato Americano dos Diretores pelo seu trabalho em "Os Infiltrados". É a primeira vez que ele recebeu o prêmio.

O Oscar será entregue no dia 25 desse mês.

O Escolhido

O ator Ben Barnes, de 25 anos, foi escolhido para viver o personagem-título de "As Crônicas de Nárnia - O Príncipe Caspian" . Esse será o terceiro filme do rapaz, que poderá ser visto antes em "Stardust - O Mistério da Estrela Cadente", em outubro desse ano.

O filme que segue "O Príncipe Caspian" será "A Viagem do Peregrino da Alvorada". A pretensão da Disney é lançar ainda, após um ano, "A Cadeira de Prata", que seria o quarto dos sete livros de C.S. Lewis sobre Nárnia a ser adaptado para o cinema.

Barnes assinou contrato com o estúdio para três filmes.

[ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, UBERLANDIA, Homem